O Parque Natural Municipal da Cidade - PC abrange uma área de 470 mil m2 no Alto Gávea, Rio de Janeiro. Instituído  a partir da doação da propriedade, originalmente pertencente ao Marques de São Vicente,  para o governo, em  1939, a área foi tombada  pelo Patrimônio Histórico Estadual em 1965.  Com  47 hectares de jardins e  Mata Atlântica, o PC abriga edificações de grande valor arquitetônico, datadas do século XIX, que abrigam um museu de esculturas ao ar livre e o Museu Histórico da Cidade que preserva uma acervo de mais de 20 mil peças dentre elas o trono de Dom João VI e gravuras de Jean-Batiste Debret.  A área é cortada pelo rio Rainha e tem seu acesso pela rua Santa Marinha - ao final da rua Marquês de São Vicente.   

 

O PC oferece agradáveis trilhas - algumas das quais conduzem

à Vista Chinesa e ao Horto do Jardim Botânico- e desde 2017

conta com o Circuito Circular do Parque da Cidade, com 2,6

quilômetros de extensão como parte da TRILHA TRANSCARIOCA

http://trilhatranscarioca.com.br/vista-chinesa-x-dona-castorina/

O Conselho Gestor do Parque da Cidade [2017-2019] se reune 

bimestralmente e conta como membros: a  PUC, o Instituto

Moreira Salles,  o Museu da Cidade e as Associações dos Moradores

do Alto Gávea, da Vila Parque e de Amigos do Museu Histórico da

Cidade .  As Associações de Moradores do Alto Gávea e de Amigos 

do Museu adotam, juntas,  o Circuito Circular da TRILHA TRANSCARIOCA dentro do Parque da Cidade.  

 

Entre as propostas incorporadas ao plano de manejo do Parque da Cidade destacam-se:

1) problema de abastecimento de água no PC;

2) a regulamentação do estacionamento; 

3) a construção do mirante das Margaridas interligado ao Circuito circular do PC;

4) a gestão de resíduos do PC [ sugestão de adoção de tampa de lata lixo contra abertura das caçambas pelos macacos;