A atual  sede do Museu Histórico da Cidade do Rio de Janeiro - MHCRJ era originalmente  ocupada pela Chácara do Morro do Queimado, no século XIX. com apenas um andar e pertencia a D. Catarina de Sena.

Mais tarde foi comprada pelo Conselheiro José Antônio Pimenta Bueno, o Marquês de São Vicente (1803-1878) e contava de cocheira e residência de escravos.

Em1889 ,Antonio Teixeira Rodrigues, o conde de Santa Marinha, comprou o imóvel acrescentando  o segundo pavimento e o casarão anexo, de três pavimentos,  utilizado por seus empregados. 

Em 1911, João de Carvalho Macedo Júnior e João Borges compraram o imóvel: João de Carvalho residia na chácara, que foi renomeada como Villa São João.

Em 1929 , Guilherme Guinle (1882-1960) comprou a propriedade , acrescentando o  elevador e outras melhorias de embelezamento da casa e do parque, como as obras de cerâmica marajoara nos jardins e um orquidário. 

 Em 1939,  a propriedade foi vendida à Prefeitura do então Distrito Federal.  O MHCRJ transferiu-se para o imóvel em 1941.